Júpiter em Libra

Quando Zeus, levantando do trono do Olimpo, visita o perfumado palácio de Afrodite, é para usar seus raios a tudo converter em harmonia e beleza.

Estes nativos tem fé no que é belo e expandem a graça e a harmonia ao crescerem. São natos pacifistas e procuram o que é mesmo valioso nas relações com o mundo. Favorece muito a elegância e o refinamento este posicionamento de Júpiter, guia-os por entre o que é charme e agrado, adoram a música e as belas paisagens; tem fé na natureza, mas não lhes agrada o rústico, adoram porém a beleza das folhas nos ramos das árvores; as delicadas flores, o cantar dos pássaros vagando pela brisa perfumada de Vênus.

Gostam de exercícios físicos leves para manter a boa forma, e reprovam com sinceridade excessos de qualquer tipo. Poderíamos descrever-lhes como “excessivamente balanceados, amam o que é fitness, natural, bem disposto, ético, correto, mas ao mesmo tempo leve; não lhes agrada nem o excessivo perfeccionismo Virginiano, nem a intensidade e desprendimento de Escorpião, almejam por tudo na medida certa do que é elegante harmonia; bem entendem o oráculo de Delfos quando aconselhava: “Nada em excessos”; e pode-se dizer que a Grécia clássica bem compreendia os desígnios de um Zeus libriano, ao colocaram na “hybris”, o excesso, o pior dos males.

É de se ver que estes nativos tem fé e vontade de expandir este balanço, este equilíbrio por toda a vida. A lira e toda harmonia musical muito os encanta, assim como toda poesia, pintura que traz em si alguma clássica elegância. Libra purifica, sublima, engrandece e harmoniza, Júpiter sendo o benfazejo fogo múltiplo de tudo expandir, resulta nestes nativos num redobrado otimismo: a crença na leve brisa, a balançar as copas das árvores no jardim.

Dão muita importância aos relacionamentos, sua jornada no mundo, pressentem, depende de um par. São muito românticos e dedicados, por vezes dados à dramas e principalmente a ilimitadas demonstrações de Amor: provam seu amor com desbragados rompantes, e nisto, nos influxos de Vênus, mora em verdade o único excesso que conhecem. Carecem de ser cuidadosos na escolha dos pares ou ao se apaixonarem, pois isto sempre lhes será mui relevante, afetando as próprias escolhas, decisões e visões de mundo.

Também dão importância ao convívio social em geral, adorando amizades próximas e contatos com quem possam afetiva e amistosamente conviver; ainda que mantenham o ego( o Sol) em outro signo, dispõem suas próprias crenças na harmonia de se relacionar, o que pode ser tanto seu ponto fraco quanto, com maior experiência, um grande talento.

Têm problemas com ciúmes, mágoas e sentimentos, pois dão às relações de convívio um imenso valor; no bem usar desta harmonia saberão ser doces e cândidos para os que desta energia são zelosos, e destes se cercarão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *