Signo de Capricórnio

É através do signo de Capricórnio – e de seu regente Saturno – que alcançamos as metas almejadas nesta vida. Como signo impulsivo de Terra, possui movimento sempre adiante, mas com a calma, destreza e paciência terrenas. Diferentemente de Virgem – que foca mais os meios, isto é, a própria atividade que se realiza; ou de Touro, que foca em manter a segurança; o Capricorniano mira diretamente uma finalidade, e fará o necessário para alcançá-la. Auto controle é um traço forte deste signo que é considerado o segundo mais resistente, atrás apenas de Touro. Nele se exalta o planeta Marte, indicando que o palco ideal para nosso impulso vital é no esforço incisivo quando possível, e contido quando necessário, mas sem nunca perder de vista o fim: realizar de fato o que almejamos.

Conseguir – verbo menos doce ou agradável que o de tantas áreas da vida; no que Saturno leva comumente o estigma de “taciturno” planeta, ou mesmo maléfico. Porém, quando este conseguir se faz premente – em qualquer circunstância que este mundo imponha – tornamo-nos aptos a admirar o que neste signo há de sublime. Desafia os obstáculos, sem temeridade e sem sequer alarde – apenas por que sente que devem ser transpassados. Quando alcança, também não guarda rancor quanto aos que dificultaram seu caminho – alcança com a naturalidade de quem sempre soube que havia de conseguir, e , por imenso que seu feito pareça aos outros, tanto não lhe impressiona – o que apenas contribui para sua fama de taciturno.

Há de se lembrar, contudo, que para toda festa libriana, ou inebriar pisciano, ou firme morada taurina em que se exalta a Lua – muito de Capricórnio aí esteve para tudo possibilitar. Saturno é, assim, um possibilitador. E o quanto de dor que se enfrenta para cada aprendizado não deve ser imputado como se fora devido ao planeta – antes, ele nos ajuda a tornar real, nos ensina como e o que é possível de nossos desejos – um processo de amadurecimento. É em torno dos vinte-e-nove anos que Saturno completa uma volta no Zodíaco, retornando ao ponto em que estva quando do nosso nascimento. É o chamado Retorno de Saturno, para muitos o início da vida adulta.

A exaltação de Saturno é no signo de Libra, o que indica que conseguir nossas metas com harmonia, leveza e equidade é o ideal caminho. Seu símbolo representa o Aigokeros, espécie de cabra-marinha que habita a região da Anatólia, entre Sardis e o Olimpo – atual Turquia. Metade sereia e metade caprina, ergue-se do mar e calca os píncaros dos montes que se lhes instigue. Com duas patas apenas – e a cauda que lhe faz recordar a já tão distante realidade de que partira – alcança o alto – só para vislumbrar algum outro topo, antes não visível, e agora anelado.

Mas, talvez, a melhor figuração de Saturno seja mesmo o Castor, mamífero que, quando percebe que a correnteza do rio vai já demasiada, se dispõe a, em esmerada e sólida empreitada, conter. Faz como que ciente da responsabilidade – e é imenso o rio – e da grandeza do ato, dentre nós, meros humanos mas dispondo de robôs a explorar o Cinturão de Chíron e as luas de Saturno, não há quem não se espante ao vê-los, tão roedores, e em tão sábia dedicação. Para água nova brotar.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *