Sol em Peixes

O Signo de Peixes rege os mares e o inebriar e o experienciar mesmo dos sonhos. Tem um contato íntimo com o subconsciente, sendo extremamente passional e ao mesmo tempo inspirado e criativo.

Seus nativos são antes de tudo compassivos, calmos e tranquilos podem porém se deixar levar por mais agitadas marés. Piscianos tem algo de camaleão. Sua passividade por vezes até um pouco melancólica os leva a se misturar e perder nas situações com que se defronta.

Nas melhores condições consegue adentrar o âmago do que seria mesmo outro; e de lá em renovada criatividade encontra solução pacífica e emocional para qualquer impasse.

Naturalmente místicos, os véus entre este e outros mundos são demasiado tênues para ocultar ao Pisciano o que seja. É a telepatia, a telecinese, as experienciações fantásticas e os altos inebrios esfera que permeia os mares deste signo. Lêem pensamentos e têm visões, seus sonhos são reveladores e por vezes mesmo sonham enquanto despertos.

Aos poucos, o Pisciano aprenderá a realidade disto que na infância parece ainda devaneio. Quando com mais idade, ainda que se faça de cético por pressões sociais a que responde passivamente, no fundo, em si mesmo sabe que o mundo não é de pedra como muitos querem supor; nele transpassam-se aquáticos eflúvios, e deles tem o pisciano imediata recepção.

Nas relações amorosas pode-se gabar de ser este signo a exaltação de Vênus. Assim, tenderá a ser passivo, e se o parceiro souber guiar-lhe para doces encantações, tudo aqui será multiplicado. O inebriar do amor ganha diversas formas, e o que poderia ser um conto de fadas de repente se assemelha mesmo ao que no mundo se vive de real. Signo de água, terá, contudo, propensão a ciúmes e certas distorções emocionais. A maior força e fraqueza deste signo é reger os estados alterados de consciência. Assim, pode o Pisciano exagerar no choro e na indignação com o que seja mesmo frívolo, mas também pode tornar frívola situação um navegar deverasmente sublime.

Nas atividades profissionais são criativos e dispostos. Raramente se perturbam com a monotonia do trabalho, já que podem com facilidade navegar na própria imaginação. Contudo, se for a atividade demasiadamente aborrecida ou necessitar de constante atenção e detalhe, poderá ver o Pisciano despido de sua maior dádiva: o devaneio e a imaginação. Não tem problemas em obedecer ordens, mas são talvez os mais inaptos de todo o zodíaco para liderar. Sabem trabalhar em equipe e não causarão conflitos contanto que não tenham muitos outros planetas em signos de fogo.

Os célebres monges que meditam nas montanhas, os autores das mais profundamente líricas e criativas poesias e romances, e particularmente a música, expressão artística altamente vincula a alterações na consciência são algumas das esferas em que os piscianos mais se destacam. Certa compaixão, e o sentimento de se misturar tudo o que existe no mundo, mas de modo tênue e compassivo, é o que marca sua presença. E isto, em todas as suas expressões políticas, artísticas de sabedoria ou científicas colocam em destaque o nascido sob este Sol.

Podem ter dificuldade por vezes em ser rígidos ou assertivos quanto a própria consciência e vitalidade. Não deixarão contudo de esbanjar criatividade e leveza nem por um instante.

Se navegar nos mares sempre mais enalteceu o espírito humano; este signo vê os mares como que da areia da praia, tendo o próprio ego e a consciência a vagar por vezes entre as ondas, por vezes apenas de perto a manter-se firme, ainda que em úmidas circunstâncias. Sua compassividade tornam-nos companhia sempre agradável, e desde que o ambiente tenha estímulos o bastante para que suas emoções façam-se alegres, terão sempre renovada candura e muito zelo com todos do seu convívio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *