Urano

Pensamos por ventura alguma vez naquilo que fazemos, vivemos diferente do comum; ou ainda, diferente de qualquer outro indivíduo que conhecemos. Quando em público, nos apontam esta “excentricidade” e corajosamente rejeitamos vê-la como tal; Vemos-na antes como necessária, notoriamente superior ao que de mesquinho e comum se faz, talvez, mesmo tenhamos nisto um quê de sublime? Mas, em verdade, o que em comum se faz ou o público nisto – pouco ou nada nos importa.

Foramos morar sozinhos no alto de uma montanha e nosso proceder seria igual. É este o vento de Urano, fixo nos altos montes, que continuará permeando nosso trilhar ainda que ele seja, por hora, em rasteiro chão.

É o vento que rege o mui nobre e conhecido signo de Aquário – em cuja era a pouco adentramos ou estamos em vias de adentrar. Pensamos em Aquário e pensamos no que é excêntrico, mas, cuidado, no que ainda nos é excêntrico, por talvez não sermos suficientemente Uranianos.

Pois que, mais cedo ou mais tarde, eis que aquelas tantas novidades passam a ser populares, corriqueiras; só para enfastiarem novos Uranianos a além disto inventar. É a ciência, as avanças idéias políticas, a astrologia e a moda âmbitos associados a Urano – que em grego quer dizer “Céu”.

E como explicar que o Aquariano é tanto o estilista quanto o revolucionário? O que tece colorido alegria no tramar do pano e o que pinta o rubor de inflamados discursos?

É por ser mesmo Céu! E estar além… Seus discursos são o que escapa à garganta, de tantas vívidas, sublimes idéias algo havia de escapar… Seus panos são, afinal, o que o tecido aceitou e a mão foi capaz de fazer – de tantos além mundos de pano. Muitos suspeitam que o Aquariano em verdade esconde muito do seu sublime entender – que principalmente os muito subsaturnais não seriam capaz de compreender – e por meio das roupas, vai-nos influenciando aos poucos, de longe, mediante o auxílio de Urano.

É certo que Netuno nos leva a sonhar e o Pisciano vive inebriado em devaneios-mares. O influxo de Urano é diferente; e semelhante: leva o Aguadeiro a viver nos altos ares onde tudo se enxerga, as quatro esquinas do mundo ali cabem num retrato; pois, do alto, tudo é tão pequeno!

Não à toa, muitos Uranianos preferiram olhar o Céu, e por isto este Planeta é Grão-Mestre da Astrologia; contudo, tampouco o indivíduo se contenta com este seu céu, e cada novo saber astrológico vem de certo de algum Aquariano que notou alguma centelha de mediocridade na Augusta Ciência que outrora se praticava.

Em verdade, a influência de Urano pode ser bem mais leve, cordial e pacífica do que usualmente se suspeita. É influência de Ar, brisa que leva o influído a repensar, reinventar seus próprios valores. A questão é que, mesmo o mais pacífico e menos combativo Uraniano terá no seu próprio modo de viver tamanha originalidade, que há de causar frisson, há de provocar espanto.

Chamar-lhe-ão de perigoso revolucionário, quando, em verdade, é só um pacato estilista, que nunca quis tecer seus panos de maneira outra que aquela, tão sua, no Revolver dos Céus.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *